Afinal, quem é meu cliente interno? Descubra aqui!

O cliente interno de uma empresa nada mais é do que seus próprios colaboradores, ou seja, o pessoal que está no dia a dia do ambiente de trabalho prestando serviços em prol do sucesso da organização. Isso abrange todos os envolvidos, sem exceções: diretores, gestores, coordenadores, analistas, operadores, atendentes etc.

Quanto mais alto for o nível de satisfação desses profissionais no ambiente organizacional, maior será a probabilidade da empresa criar diferenciais competitivos e obter bons resultados. Afinal, a motivação acelera o alcance de rendimentos financeiros e operacionais.

Tem interesse no tema? Então continue a leitura deste conteúdo para entender como uma gestão focada no cliente interno pode colocar o seu negócio no topo do mercado!

Como deve funcionar a rotina entre departamentos de uma empresa de sucesso?

O público interno precisa fazer parte do plano de gestão para garantir o engajamento de todos e melhorar a comunicação interna. Um exemplo prático de contato efetivo é o funcionamento de solicitações entre departamentos com roteiros predefinidos baseados em demandas, prazos, execução e monitoramento. Essas ações permitem um controle abrangente sobre a circulação de informações corretas, que favorecem o fluxo das atividades, sem desvios.

Assim, as tarefas são concluídas e repassadas para o próximo setor com clareza e naturalidade, o que favorece uma colaboração mútua entre os profissionais envolvidos.

Para isso, além da tecnologia adequada, a liderança precisa compreender que está lidando diretamente com pessoas todos os dias. Afinal, cada colaborador tem seus objetivos individuais e critérios de motivação e bem-estar na empresa.

Com o planejamento da comunicação interna aliado às ferramentas necessárias, é possível incentivar os funcionários e informá-los em tempo real sobre tudo o que ocorre durante os processos. Isso gera um sentimento de transparência perante a equipe envolvida, fazendo-a se sentir importante para a empresa.

Além do clima organizacional agradável, precisa existir um marketing interno (endomarketing) bem estruturado para manter o engajamento do time sempre em alta — assunto que veremos no próximo tópico.

O que o endomarketing tem a ver com o cliente interno?

Endomarketing é a combinação de dois termos: “endo”, que significa interior, e “marketing”, que direciona comportamentos e incentiva posturas de pessoas. Por isso, o endomarketing é aplicado no público interno, ou seja, os colaboradores da empresa.

Na prática, essa abordagem profissional prevê o planejamento, a execução e a avaliação de condutas internas. De acordo com a cultura e o objetivo da organização perante seus funcionários, é possível criar estratégias que incentivem os comportamentos desejados na equipe.

Para que isso funcione, é necessário conscientizar os cargos de liderança de que os colaboradores são tão especiais quanto os clientes finais. Essa convicção fortalece a necessidade de zelar pela equipe, posicionando-a como foco em ações de engajamento.

Sendo assim, o plano de endomarketing deve ter propósitos e incentivos bem definidos. Se o gargalo operacional é a negligência de prazos, uma boa solução pode ser o desenvolvimento de um programa motivacional com metas claras e atingíveis. Tudo isso deve estar aliado a tecnologias para dar dinamismo e praticidade às atividades diárias.

Quais são os benefícios de otimizar processos em prol do cliente interno?

Endomarketing e otimização de processos são a combinação perfeita para o sucesso do cliente interno. Conheça os benefícios que podem ser obtidos com esse casamento.

Colaboradores mais motivados

Ao fazer parte de uma companhia que absorve novas ideias e que pensa no sucesso do público interno, o profissional se sente reconhecido e empenhado em executar suas funções para o crescimento da empresa.

Trabalhar em ambientes inspiradores e que zelam pelo sucesso da equipe é fantástico. Ao oferecer essa realidade aos funcionários, sua empresa obterá bons resultados — sem contar que o maior divulgador do negócio é quem trabalha nele.

Colaboradores felizes com o trabalho elogiam a marca que fazem parte e reforçam suas qualidades, tornando-se promotores do que ela tem a oferecer ao mercado consumidor.

Menor rotatividade de funcionários

A rotatividade (turnover) é um índice indispensável para compreender a saúde moral da organização. Perder talentos compromete o fluxo de processos, afeta a produtividade, gera gastos e faz com que os departamentos fiquem sobrecarregados.

Ao ter seu cliente interno mais satisfeito e engajado dentro da empresa, certamente os problemas mencionados serão evitados. Isso faz com que eles pensem duas vezes antes de trocar de trabalho.

Utilizar o endomarketing de forma estratégica é saber que a equipe não trabalha somente por salário, mas por toda a experiência que ela contempla dentro da jornada laboral. Vestir a camisa da companhia é fundamental para diminuir a frequência de turnover.

Melhora do clima organizacional

Como os funcionários passam pelo menos um terço do dia trabalhando, é importante promover um ambiente agradável e inspirador. As ações de endomarketing aliadas à otimização de processos conseguem evitar conflitos entre as equipes, pois as atividades serão executadas em fluxo natural e contínuo, sem erros frequentes. Isso une todos os envolvidos em busca dos objetivos necessários para desenvolver diferenciais competitivos e obter resultados estratégicos.

Além disso, essas práticas geram respeito e empatia mútua entre os funcionários. Isso é bastante positivo, pois os departamentos contam com profissionais de diversos perfis, sendo crucial que exista respeito entre todos para garantir um ambiente próspero.

Como implantar o endomarketing para motivar o público interno?

Agora que você já conhece os benefícios de uma campanha de endomarketing bem fundamentada para o cliente interno, vamos à prática.

O primeiro passo é medir o nível de satisfação para compreender como os colaboradores veem a sua empresa e avaliam o clima durante a jornada de trabalho. Com isso, é possível desenvolver estratégias compatíveis com o que eles pensam e desejam.

Promover eventos como a comemoração de aniversariantes do mês, cafés da manhã, palestras e workshops promove o bom relacionamento não só entre equipes, mas entre departamentos. É importante também aproveitar esses ajuntamentos para compartilhar algo com o público interno e reconhecer o que cada time tem de melhor.

Outro fator que merece destaque para o sucesso dessa implementação é a comunicação interna eficiente. Independentemente do porte e da quantidade de setores da empresa, informações institucionais, regras de conduta e avisos importantes devem ser do conhecimento de todos os envolvidos.

Além disso, a remuneração não é o único fator importante para o sucesso do endomarketing. Portanto, criar uma política de benefícios é essencial. Isso vai além de oferecer vales (refeição e transporte) e planos de saúde.

É interessante ter auxílios para cursos profissionalizantes, parcerias com estabelecimentos que concedem descontos para funcionários, folgas em datas especiais, flexibilidade de horário etc. Esses diferenciais podem parecer simples, mas agradam à equipe.

Aqui também vale citar os treinamentos periódicos em duas ocasiões: transformação do mercado e implantação de ferramentas de trabalho — como a aquisição de um novo software para a realização de tarefas e de um canal de atendimento efetivo.

Como você pode ver, o cliente interno é o primeiro cliente da empresa. Por isso, é importante focar as estratégias organizacionais pensando no sucesso operacional e profissional dos colaboradores. Assim, eles transparecerão suas ações de trabalho para o público consumidor, o que deixa a forma de pensar da marca em destaque no mercado, além de servir de referência no segmento no qual ela está inserida.

Se você achou este artigo útil e deseja acompanhar as novidades do nosso blog, não deixe de seguir nossas redes sociais. Estamos no Facebook, no Twitter e no Instagram!

Receba os melhores conteúdos sobre atendimento

Sobre o autor

Deixar uma resposta